0800 940 8840
Horário de atendimento:
24 horas
TUI DE

Olimpíadas, ontem e hoje

Entrada no Estádio de Olímpia
Discóbolo de bronze no Estádio Panatenaico de Atenas
Ruínas de Olímpia
Estádio Panatenaico, Atenas
Estádio Olímpico Spyros Louis, Atenas

Tal e como são conhecidas hoje em dia, as Olimpíadas aconteceram pela primeira vez em Atenas, em 1896. Porém, as primeiras competições esportivas datam do século VIII antes de Cristo.
Se Atenas é conhecida por algo mais além de suas riquezas históricas e artísticas, é por ter sido, em 1896, sede das primeiras Olimpíadas da Era Moderna. Tudo graças ao barão Pierre de Coubertin, historiador e pedagogo francês que, durante um congresso na Universidade de Sorbonne (Paris), propôs juntar o mundo inteiro em um único evento esportivo, recuperando assim o espírito de Olímpia. Sua proposta fez sucesso e, do final do século XIX até os nossos dias, as Olimpíadas passaram a ser realizadas a cada quatro anos, com exceção para os períodos que coincidiram com as duas guerras mundiais.

Porém, esses Jogos Olímpicos não foram os primeiros do tipo. As primeiras provas de que se têm notícia datam do século VIII antes de Cristo. Há quase três mil anos, atletas de diferentes cidades gregas reuniam-se a cada quatro anos - ou, melhor dizendo, a cada Olimpíada - para disputar entre si em diversas modalidades. A primeira competição que se conhece data de 776 a.C., tendo sido realizada na cidade de Olímpia, a quase 300 quilômetros de Atenas. Apesar de os jogos terem se estendido a outros povoados como Delfos, Corinto e Nemeia, o berço do acontecimento é a cidade de Peloponeso. O sítio arqueológico de Olímpia, situado no Vale do Alfeios, foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1989. No santuário de Altis, conservam-se as instalações esportivas das antigas competições. Ali, é possível visitar o estádio onde foram sediadas as primeiras competições esportivas 2.800 anos atrás, o "gimnasyum" onde treinavam os esportistas da época e o Templo de Zeus, em honra ao qual a competição era celebrada.

Mitologia e história misturam-se na hora de buscar a origem das Olimpíadas, mas se acredita que o evento surgiu para unir a população grega, dispersa pelas diferentes cidades-Estado e para honrar o deus Zeus. De fato, o nome de Olímpia provém da montanha sagrada do Olimpo, onde vivia o deus do trono. Uma semana antes e uma semana depois da cerimônia olímpica, qualquer conflito bélico do país costumava estabelecer uma trégua. Esta pausa era conhecida pelo nome de "ekekheiria" e era transmitida com antecedência suficiente pelos "spondofori" ou mensageiros.

As modalidades da competição eram diferentes das de hoje. Luta, lançamento de disco e dardo e corrida de cavalo eram algumas delas. Os vencedores eram proclamados heróis e passavam a ser sustentados pela cidade à qual pertenciam. Quando chegavam às suas cidades natais, entravam por um buraco da muralha que se fechava rapidamente para que o triunfo não fugisse e, desta maneira, dedicavam a Zeus o sucesso alcançado. Para descobrir mais sobre o passado desta competição, é possível visitar o Museu da História dos Antigos Jogos Olímpicos, também em Olímpia, onde são exibidos vários objetos utilizados pelos atletas da época, desde os jarrões onde guardavam seus óleos até elementos empregados nos treinos, como pesos ou argolas.

Foi preciso que se passassem doze séculos para se voltar a ver este tipo de competições esportivas. As primeiras Olimpíadas aconteceram no Estádio Panatenaico de Atenas, que é, na atualidade, um dos monumentos locais mais visitados. O lugar foi construído na mesma área onde, em 330 a.C., aconteceram as competições Panateneias: festas em honra à deusa Atena. No total, registrou-se a participação de 241 atletas provenientes de 14 países. Das Olimpíadas seguintes, Paris 1900, participaram 997 atletas. Os Jogos regressaram a Atenas em 2004, com a participação de 10.625 atletas e uma cobertura midiática que, sem dúvida, teria conquistado os deuses do Olimpo.

Uma cidade, dois estádios

Durante as Olimpíadas de 2004, o Estádio Panatenaico acolheu as provas de esgrima e foi a meta da maratona. As demais competições esportivas aconteceram no Estádio Olímpico "Spyros Louis" de Atenas, inaugurado em 1982. Anteriormente, este estádio já tinha recebido, em 1997, o Campeonato do Mundo de Atletismo. Foi também a sede da final da Liga dos Campeões da UEFA em mais de um ocasião.

Tocha olímpica

Na cultura grega, o fogo era um elemento sagrado. Diante dos principais templos, sempre havia uma chama acesa. Obviamente, o mesmo acontecia no santuário de Olímpia. Esta tradição foi recuperada nas Olimpíadas de Amsterdã, em 1928. E em 1936, em Berlim, organizou-se, pela primeira vez, o trajeto que leva a tocha desde as ruínas de Hera, em Olímpia, até o Estádio Olímpico da cidade anfitriã.