0800 940 8840
Horário de atendimento:
24 horas
TUI DE

Modernismo, um estilo ‘made in Belgium’

Hotel Hannon
Hotel Solvay
MIM

© visit.brussels - Jean-Paul Remy © visit.brussels - Jean-Paul Remy © visit.brussels - Jean-Paul Remy

O modernismo foi uma resposta ao modelo estético predominante até o fim do século XIX. Surgiu em 1893, em Bruxelas, e foi impulsionado pelo arquiteto e decorador Victor Horta.
O modernismo não surgiu em Bruxelas por acaso: a capital belga era um dos pontos nucleares da cultura europeia no fim do século XIX. Entre outras razões, isto aconteceu graças ao círculo artístico “Grupo dos XX”, fundado por Octave Maus e formado por reconhecidos artistas como Henry van de Velde ou Auguste Rodin. Aberto a todas as expressões internacionais de arte, o coletivo foi responsável pela rápida difusão do movimento por meio de exposições, concertos e conferências. 'Art Nouveau' (França e Bélgica), Modernismo (Espanha), 'Jugendstil' (Alemanha), 'Sezession' (Áustria) ou 'Arts and Crafts' (Inglaterra) são os nomes que esta corrente artística recebeu conforme ia se expandindo pela Europa.

Em Bruxelas, há dois grandes representantes desta nova linguagem artística: o já mencionado Victor Horta, ícone da vertente orgânica do movimento e criador do primeiro edifício modernista da história - a Maison Tassel -, e Joseph Hoffman, cujo estilo carateriza-se pelo presença de linhas geométricas. Posteriormente, muitos outros arquitetos e designers seguiram o exemplo: Hankar, Cauchie, Strauven, Blérot, Saintenoy, De Lune, Brunfaut, o próprio Henry van de Velde...

A contribuição do modernismo para a história da arte é significativa. Um exemplo disso é a introdução, no setor da construção, de materiais novos que nunca tinham sido usados, entre eles o metal, a madeira e o mosaico. O estilo modernista sugere ainda formas livres e modelos novos de obras e decoração inspirados na natureza. Entre outros elementos, notam-se a técnica de pintura esgrafito ou mesmo a adoção da linha ondulada ou ‘coup de fouet’.

Apesar de o período de maior fulgor do modernismo ter sido relativamente curto (1893-1920), sua influência foi de grande importância na Europa. Muitas personalidades políticas e sociais encomendaram construções aos arquitetos modernistas, e burgueses e comerciantes também contribuíram para o aumento do patrimônio modernista da cidade de Bruxelas. Diferentes edifícios, como casas privadas, museus, escolas e hospitais, encheram-se de arabescos e motivos florais, mostrando todo o esplendor do modernismo bruxelense. Ainda hoje, Bruxelas possui exemplos modernistas nos bairros do centro - Saint-Gilles, Etterbeek, Schaerbeek e Ixelles - e existem rotas que permitem apreciar os melhores exemplos dessa escola, alguns deles considerados Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Victor Horta, o precursor

Nascido em Gante em 1861, foi o principal artífice do surgimento do modernismo. Mudou-se para a capital com 20 anos para estudar na Academia de Belas Artes. Ali, conheceu Alphonse Balat, que o contratou para trabalhar em seu ateliê e transmitiu a ele sua paixão pela arquitetura. O legado de Horta é um movimento artístico integral, que engloba tudo o que vai da construção aos mais pequenos detalhes de ornamentação e mobiliário.

Henry van de Velde, o fundador belga da Bauhaus

Apesar de ser pintor de formação, Henri van de Velde (1864-1957) desenvolveu a maior parte do seu trabalho no campo da arquitetura e do design de interiores. Sua primeira obra-prima, a Villa Bloemenwerf, alcançou fama internacional e abriu as portas da escola de artes decorativas de Weimar, a famosa Bauhaus, da qual foi um de seus fundadores. Seu modelo de ensino vanguardista assentou as bases da escola de artes de La Cambre, o primeiro centro universitário de ensino artístico de que se tem registro.

Top 5 Hotéis

Bélgica, Bruxelas e arredores, Bruxelas

NH Collection Brussels Grand Sablon

18 dezembro 2019, 2 noites, 2 Pessoas, De acordo com o programa
Bélgica, Bruxelas e arredores, Bruxelas

Le Chatelain Hotel

18 dezembro 2019, 2 noites, 2 Pessoas, De acordo com o programa
Bélgica, Bruxelas e arredores, Bruxelas

Hotel Hubert Grand Place

15 dezembro 2019, 2 noites, 2 Pessoas, De acordo com o programa
Bélgica, Bruxelas, Woluwe-Saint-Lambert

Tangla Hotel Brussels

14 dezembro 2019, 2 noites, 2 Pessoas, De acordo com o programa
Bélgica, Bruxelas e arredores, Bruxelas

Steigenberger Wiltcher’s

15 dezembro 2019, 2 noites, 2 Pessoas, De acordo com o programa