0800 940 8840
Horário de atendimento:
24 horas
TUI DE

Buenos Aires, cidade do tango

Rua Caminito
Carlos Gardel
Bailarinos de tango

O tango define a Argentina nos mundos da música e da dança e torna os shows do gênero passeios obrigatórios em Buenos Aires. Bailarinos de rua dão uma amostra do que é possível ver nas casas de espetáculo da cidade.
A história do tango é centenária. Nasceu no final do século XIX de uma fusão de influências gaúchas, indígenas, espanholas e italianas. Desde então, manteve-se como um dos gêneros musicais mais famosos do mundo, sendo declarado, em 2009, Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

A sensualidade do estilo revolucionou a dança popular ao introduzir no cenário um casal abraçado cheio de carga emocional. Musicalmente, pode ser interpretado por diferentes instrumentos, apesar de predominar a orquestra com piano, contrabaixo, dois violinos e dois bandoneones, espécie de acordeão sem teclado típico da Argentina. Muitas das suas letras estão escritas em lunfardo, gíria da região do Rio da Prata, e a temática gira ao redor do amor e do desamor.

O maior de seus intérpretes foi o lendário Carlos Gardel (1887 - 1935), dono de uma voz e um estilo que marcaram a história da música de Buenos Aires. Seu talento e sua morte precoce ajudaram a criar o mito que é hoje. A orquestra do violinista Juan D'Arienzo liderou o gênero durante as décadas de 1930 e 1940, vendo surgir, em seguida, o tango moderno e o mestre do bandoneon: Astor Piazzolla. Foi ele quem levou o gênero dos salões de dança para as salas de concerto, colocando o "tango novo" ou "tango de fusão" na moda. A tendência continua atualmente com grupos como Gotan Project e Tanghetto e cantores como Susana Rinaldi, Daniel Melingo e Adriana Varela.

A veia artística dos bailarinos que dançam nas ruas de Buenos Aires é só uma amostra do que se pode ver nas salas de espetáculos da cidade. Muitas das apresentações são caras ou de perfil turístico, razões pelas quais é preciso escolher bem para conferir o que os puristas chamam de "tango autêntico" das milongas - sutil e vivido com paixão pelos bailarinos, mas sem exageros pensados para deixá-lo mais vistoso.

A maioria das apresentações inclui jantar e bebida e é recomendável reservar com antecedência. Para ouvir tango ao vivo, visite o Centro Cultural Torquato Tasso. Seus shows incluem jantar, que começa às 21h, e espetáculos de tango, com início geralmente às 22h30 (a duração costuma ser de 1h30). Outros lugares conceituados para fazer esse programa são o Complejo Tango, com aula prévia; El Querandí, que repassa a evolução do tango; El Viejo Almacén, que ocupa um belo edifício do século XIX; o impressionante teatro Esquina Carlos Gardel; e o Café Tortoni, onde a comida não está incluída.

Talvez dançar tango imediatamente seja pedir muito. Seus passos exigem uma grande técnica e muita prática. Contudo, sempre é possível assistir a uma aula inicial. Aprenda com os melhores professores do estilo em alguma das numerosas milongas da cidade, entre elas o Centro Región Leonesa, a sala Confitería Ideal, o clássico Gricel, a La Viruta e a Sin Rumbo - "catedral" do tango em Buenos Aires.

Museo Casa Carlos Gardel: homenagem ao símbolo do tango

Carlos Gardel faz parte da cultura argentina do mesmo modo que a atriz Evita Perón ou o escritor Jorge Luis Borges. Uma boa forma de conhecer a obra do músico é visitar sua casa. Localizada no bairro de Abasto, foi transformada em museu depois de ter funcionado como "La Casa del Tango" desde a década de 1980. Restaurada em 2003, permite conhecer objetos e documentos relacionados com o universo do cantor.

Junho e agosto, meses do tango em Buenos Aires

Para comemorar o aniversário da morte de Carlos Gardel, ocorrida em 24 de junho de 1935, Buenos Aires dedica esse mês a inúmeras celebrações ligadas ao tango. O cantor morreu aos 48 anos em um acidente aéreo na Colômbia, mas seus fãs o mantêm vivo com demonstrações de carinho diante de seu túmulo no Cemitério da Chacarita, onde há uma estátua em sua homenagem. Além disso, em agosto, a capital argentina recebe o campeonato mundial de tango: grande oportunidade para ver os melhores bailarinos do mundo desse estilo de dança.