0800 940 8840
Horário de atendimento:
24 horas
TUI DE

Turismo Espiritual

Massagem ayurvédica.
Mulher praticando ioga no Túmulo de Humayun.
Grafites no Ashram do Maharishi Mahesh Yogi em Rishikesh.
Ashram do Maharishi Mahesh Yogi em Rishikesh
Homem preparando medicamentos ayurvédicos tradicionais

A Índia se tornou um destino habitual para quem procura bem-estar físico e espiritual. E na caótica Nova Déli, você também pode encontrá-lo.
Os turistas que visitam Nova Déli não são atraídos unicamente pela beleza dos monumentos e pelo colorido das ruas. Eles também procuram um corpo e uma mente mais saudáveis. Até 60% dos turistas que visitam a Índia apresentam esta motivação. As autoridades promovem este turismo, sendo também cada vez mais habitual que os hotéis ofereçam serviços relacionados, por exemplo aulas de ioga e massagens ayurvédicas.

A medicina ayurvédica é uma das filosofias médicas existentes mais antigas do mundo (seus registros datam do século VI a.C.). Os tratamentos baseiam-se em uma dieta específica e na utilização de plantas medicinais. Têm o objetivo de despertar o equilíbrio corpo-mente e obter, assim, a autocura. Para conseguir o título de médico ayurvédico, o aluno precisa estudar durante cinco anos e meio. As aulas são dadas na universidade, assim como a medicina convencional. O título de medicina ayurvédica pode ser obtido em mais de 400 centros universitários e instituições indianas.

A ioga é uma disciplina praticada há mais de cinco mil anos e continua ganhando adeptos entre as pessoas que procuram o equilíbrio entre o corpo, a mente e o espírito. Para praticantes habituais, é o melhor antídoto para problemas relacionados com o estresse e a ansiedade. Portanto, haveria lugar melhor para se iniciar nesta modalidade do que no país mais espiritual do mundo? Além disso, não é necessário ser um faquir para desfrutar de seus benefícios. Qualquer pessoa pode praticar ioga, desde que conheça seus limites e respeite seu corpo. Com a prática, uma pessoa se surpreende descobrindo uma nova forma de entender a vida e a si mesmo. A ioga ensina a entender a realidade de um ponto de vista menos apegado ao material.

Além das escolas e aulas, em Nova Déli são organizados encontros para aproximar a ioga tanto de turistas como de locais. São realizados ao ar livre, em lugares adequados para o relaxamento (parques, jardins, monumentos etc.), e cada pessoa pode levar sua própria esteira ou toalha. O horário e a duração variam dependendo da comunidade escolhida, e o preço pode chegar às 300 INR, aproximadamente. Para os viajantes que já praticam esta modalidade em seu cotidiano, Nova Déli pode ser um destino de aperfeiçoamento. Por exemplo, no Sivananda Yoga Vedanta Nataraja Centre, é possível encontrar várias opções de "treino". Também organiza acampamentos de verão para crianças, com duas horas de ioga por dia, durante duas semanas.

Mestres do pop... e da ioga!

Os Beatles tiveram sua participação na moda das viagens espirituais, em particular a certas regiões indianas como Rishikesh, onde passaram algumas semanas no final dos 1660. Embora se diga que Ringo abandonou depressa a proposta porque estava cansado da comida vegetariana, e que Paul alegou assuntos pendentes a tratar, Lennon e Harrison permaneceram por alguns meses neste lugar. Desde então, o "mosteiro" onde estiveram hospedados é um lugar de peregrinação para seus fãs.

Descontração sonora

Os cantos védicos criam uma vibração sonora que beneficia o corpo e a mente, embora não entendamos nem uma palavra, pois estão em sânscrito. As células reagem a esse som como os bebês quando escutam a voz da mãe ou do pai entoando uma canção de ninar, e se descontraem. Não são acompanhados por instrumentos musicais: apenas as cordas vocais devem ser utilizadas. A Unesco declarou estes cantos Obra-prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade em 2003. Os efeitos são tão positivos que alguns estudos demonstraram que reduzem a taxa de criminalidade.