0800 940 8840
Horário de atendimento:
24 horas
TUI DE

Passeio cheio de sonho e nostalgia

Cais de Coney Island
Passeio marítimo em Coney Island
Praia de Coney Island
Roda-gigante em Coney Island
Ambiente de rua em Coney Island

julienneSchaer/ nycgo.com

Coney Island, um dos destinos favoritos para os nova-iorquinos desde meados do século XIX, resiste à perda de identidade.
Esta pequena franja de terra, na costa atlântica do Brooklyn, continua sendo, hoje, um dos lugares prediletos dos nova-iorquinos e também de muitos dos que decidem viajar para Nova York. Passou de receber milhões de visitantes anualmente ao quase esquecimento total na década de sessenta. Contudo, Coney Island tem sabido superar-se e manter a autenticidade e a magia que o tornaram um bairro único no mundo. Sua fama de lugar ideal de descanso começou já na metade do século XIX, quando ali foram construídos vários hotéis junto ao mar. Este fato atraiu a classe endinheirada e ilustre da cidade de Nova York pela tranquilidade e pelo ar fresco da região. Intelectuais como Washington Irving e Edgar Allan Poe visitaram a ilha nessa época. Rapidamente, as praias desertas deram lugar a restaurantes, botequins e casas de apostas que atraíam muita gente nos fins de semana. Também começaram a ser levantados edifícios incríveis, por exemplo o Elephant Hotel, feito de madeira e estanho e em forma de elefante. Uma das pernas era uma tabacaria, a outra era um museu e a cabeça era um observatório de onde se podia apreciar o mar. No início do século XX foram erguidos três grandes parques de diversões e, atualmente, continua aberto o Luna Park, com as suas velhas atrações ainda funcionando perfeitamente, como é o caso do Wonder Wheel e a famosa Cyclone - montanha-russa de madeira. Fazer, hoje em dia, o passeio marítimo de Coney Island pressupõe algo parecido a viajar em uma máquina do tempo. No Brooklyn, o metrô chega à sua última parada e, no cais, veremos as pessoas mais diversificadas: famílias a caminho do parque de diversões e da praia, indivíduos para quem esta viagem faz parte do dia a dia e turistas com as suas máquinas fotográficas preparadas para fotografar uma realidade aparentemente extravagante e de sonho.

Logo depois de sair do trem, começamos a respirar o ambiente típico de feira. Banhado por uma mistura de nostalgia e raiva do que foi há décadas atrás, Coney Island tem um ar de tristeza e melancolia. Mas a isto há que juntar a vontade de diversão de muitos que procuram continuar a história e a fazer girar a roda-gigante. Ao chegar ao passeio marítimo, nos deparamos com o enorme letreiro, em amarelo berrante, do Nathan’s Original Hot Dogs, um ponto de venda de cachorro-quente famoso nos Estados Unidos e cujos 'hot dogs' gabam-se de ser os melhores da cidade. Avançando pelo passeio, veremos várias lojas onde sempre podemos encontrar o que precisamos para a praia mas acabou esquecido em casa: protetor solar, chapéu, toalha... E, rapidamente, veremos ao fundo a areia da praia e o Oceano Atlântico. Ao nosso lado, um mar de gente, de caminhos e vidas muito diferentes. Do outro lado, ouvimos o ranger das velhas atrações do parque: uma roda-gigante com cabines que balançam de um lado para o outro; o Zoltar, vidente eletrônico famoso pelo filme 'Big' e que nos lerá o destino por um dólar; e, principalmente, ouviremos o rugir da madeira da gigantesca montanha-russa.

E, entre tudo isso, sempre respiraremos o aroma nostálgico do que um dia foi grande e, hoje, resiste à perda da sua identidade e dos seus sonhos.

Thomas Edison, a energia e o cinema

Edison transformou Coney Island em um grande centro de experiências e na maior feira de seus inventos. Ele fornecia a energia que movia as atrações da região e foi um grande impulsionador do cinema de Coney Island, local que usava os projetores e telas que havia patenteado.

Concurso anual de cachorro-quente

O Hot Dog Eating Contest é organizado pelo Nathan's há 100 anos sempre em 4 de julho, o Dia da Independência. Homens e mulheres competem entre si, tentando comer a maior quantidade de cachorro-quente que conseguirem ingerir... São coisas que só acontecem em Coney.

Top 5 Hotéis

Estados Unidos da América, Nova Iorque, New York City

Home NYC

03 fevereiro 2019, 2 noites, 2 Pessoas, De acordo com o programa
Estados Unidos da América, Nova Iorque, New York City

Giraffe

31 janeiro 2019, 2 noites, 2 Pessoas, De acordo com o programa
Estados Unidos da América, Nova Iorque, New York City

Casablanca Hotel

03 fevereiro 2019, 2 noites, 2 Pessoas, Café da manhã
Estados Unidos da América, Nova Iorque, New York City

Lotte New York Palace

05 fevereiro 2019, 2 noites, 2 Pessoas, De acordo com o programa
Estados Unidos da América, Nova Iorque, New York City

The Kimberly Hotel & Suites

02 fevereiro 2019, 2 noites, 2 Pessoas, De acordo com o programa