0800 940 8840
Horário de atendimento:
24 horas
TUI DE

Turistando na 'ilha da magia'

Ponte Hercílio Luz
Figueira centenária
Palácio Cruz e Souza
Casa da Alfândega
Fortaleza de São José da Ponta Grossa

Daniel Vianna/Mtur

O que ver quando não der praia
Dias de chuva são uma dor de cabeça para o turista que se encontra em um destino praieiro. Mas, felizmente, Florianópolis, a ‘ilha da magia’, tem atrações que podem salvar o programa de quem ficou sem praia pelo mau tempo. Sugerimos um roteiro para fazer a pé pelo centro da cidade, com possibilidade de ampliar até a zona norte da ilha.

Nada melhor do que começar a caminhada por onde a cidade nasceu, a hoje chamada Praça XV de Novembro. O quarteirão tem bustos e estátuas que homenageiam os heróis da Guerra do Paraguai, alguns bancos e um coreto, mas o que mais chama a atenção é a enorme Figueira centenária, cujos galhos se ampliaram por entre outras árvores da praça, que hoje ajudam a sustentar seu peso. Na própria praça, caminhar até o número 180, na esquina com a Rua Tiradentes, onde fica a Galeria Municipal de Arte Pedro Paulo Vecchieti. O espaço tem exposições gratuitas de arte contemporânea, com programação anual. A Catedral Metropolitana de Florianópolis é outra parada próxima.

Desde as escadarias do templo é possível ver o Palácio Cruz e Sousa, onde funciona hoje o Museu Histórico de Santa Catarina. No local há uma exposição permanente sobre o edifício, que já foi sede do governo do Estado, documentos e objetos que contam a história da antiga Nossa Senhora do Desterro, nome de fundação de Florianópolis, cidade que nasceu em 1796. A entrada custa R$5 e funciona de terça a domingo a partir das 10:00.

Se já estiver perto da hora do almoço, uma boa opção é passar pelo calçadão da Rua Felipe Schmidt até a Rua Deodoro, ambas repletas de lojas e comércio, para chegar até o Mercado Público de Florianópolis, onde há várias opções de bares e restaurantes. Por ali também tem feirinha de artesanato e lojas de souvenir no Camelódromo, caminhando sentido à Praça da Alfândega, a próxima atração do centro. O edifício principal, de 1876, tem estilo neoclássico e hoje é uma referência na cidade. O largo que fica em frente ao prédio é cenário de manifestações culturais durante o ano todo.

Para quem ainda tiver disposição para caminhar por quase um quilômetro, o roteiro se completa com uma visita ao Parque da Luz, desde onde é possível ter uma bela vista do principal cartão postal de Florianópolis, a Ponte Hercílio Luz, que conecta a ilha à parte continental.

O que ver na zona norte

A zona norte da cidade tem ainda um lugar de interesse para o visitante que gosta de história: a Fortaleza de São José da Ponta Grossa. A construção em pedra de 1740 fica entre as praias Jurerê Internacional e do Forte. O local abre todos os dias do ano para visitação, com horário ampliado no verão. A entrada custa R$8 e os detalhes estão no site: http://www.fortalezas.ufsc.br/valor-do-ingresso-de-entrada/

Chuva forte? Vá de ônibus!

Caso a chuva não der trégua ou dificultar a caminhada, o visitante pode optar pelo ‘Floripa By Bus’. Nessa modalidade dá para ter uma vista panorâmica dos principais pontos da ilha desde dentro do ônibus ou, se preferir, descendo em paradas específicas de maior interesse. São seis opções de roteiros com valores a partir de R$50 e pacotes temáticos em diferentes épocas do ano. Consulte no site: http://floripabybus.com.br/

Top 5 Hotéis

Brasil, Brasil - Região Sul, Imbituba

Pousada Areias do Rosa

19 agosto 2020, 2 noites, 2 Pessoas, Só alojamento
Brasil, Brasil - Região Sul, Imbituba

Vida Sol e Mar Ecoresort

19 agosto 2020, 2 noites, 2 Pessoas, Café da manhã
Brasil, Brasil - Região Sul, Imbituba

Residencial encantos do rosa

14 agosto 2020, 2 noites, 2 Pessoas, Só alojamento
Brasil, Brasil - Região Sul, Imbituba

Pousada Kalani

16 agosto 2020, 2 noites, 2 Pessoas, Só alojamento
Brasil, Brasil - Região Sul, Imbituba

Pousada Bungalow

19 agosto 2020, 2 noites, 2 Pessoas, Café da manhã